É possível que uma pessoa viva até os 130 anos, afirmam cientistas

OUT 02, 2021

Kaique Lima - Olhar Digital. Confira matéria original aqui.



Um estudo comandado por pesquisadores da Suíça chegou a uma conclusão bastante surpreendente sobre qual pode ser o máximo da longevidade de um ser humano. De acordo com os cientistas, tecnicamente, uma pessoa pode viver até impressionantes 130 anos.


Segundo os pesquisadores, depois de um determinado ponto da vida pós-centenária, as chances de morrer se estabilizam em 50% por ano. A equipe de cientistas defende que isso acontece graças ao desenvolvimento da medicina e de avanços no campo social.


Cara ou coroa

Depois dos 110 anos, as chances de morrer de um ano para o outro se estabilizam em 50%. Crédito: Marco Verch/Flickr


De acordo com o pesquisador-chefe e professor de estatística do Instituto Federal Suíço de Tecnologia em Lausanne (EPFL), Anthony Davison, se uma pessoa passa dos 110 anos, ela pode pensar na possibilidade de morrer ou seguir viva como o ato de jogar uma moeda para o alto.


O professor brinca dizendo que se der cara, significa que a pessoa vai fazer mais um aniversário, mas, se der coroa, em algum momento daquele ano, essa pessoa vai morrer. Porém, apesar da ideia parecer a coisa mais aleatória do mundo, existe uma lógica nos resultados obtidos pela equipe de Davison.


Análises extrapoladas

Os pesquisadores extrapolaram uma série de análises estatísticas já existentes para conseguirem chegar às conclusões. Segundo Davison, isso foi inevitável, já que todos os estudos que envolvem questões relativas à velhice sempre terão algum grau de extrapolação.


Porém, a equipe tem plena certeza de que é possível que uma pessoa chegue aos 130 anos. “Fomos capazes de mostrar que se existe um limite abaixo de 130 anos, já deveríamos ter sido capazes de detectá-lo usando os dados agora disponíveis”, disse o cientista à Agência France-Presse (AFP).


De acordo com a equipe, se uma pessoa atinge os 110 anos, as chances de ela chegar aos 130 são cerca de uma em um milhão. Além disso, o professor aposta que, caso sejam alcançados determinados avanços sociais e médicos, alguém deve chegar aos 130 anos dentro de um século.


Via: Futurism

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ABR 04, 2022 Bibliomed - Terra. Confira matéria original aqui. Em humanos, a deterioração da qualidade do sono durante o envelhecimento é uma das queixas mais prevalentes. Mais da metade das pessoas c