A vida depois dos 50 é tema da nova temporada de 'Sex and the City'

DEZ 09, 2021

Estados de Minas. Confira matéria original aqui.


Restam apenas três, elas têm mais de 50 anos e vivem em uma Nova York atingida pela pandemia da covid-19. A HBO Max transmite a partir desta quinta-feira (9) a série "Sex and the City", rebatizada de "And Just Like That".


Google imagens


As aventuras profissionais, sentimentais e sexuais da colunista nova-iorquina Carrie Bradshaw e suas amigas marcaram a história das séries de televisão e da rede HBO no final dos anos 1990 e 2000, assim como grandes sucessos como "Família Soprano".


Essas histórias de mulheres de sucesso profissional que não buscam constituir uma família a qualquer custo foram, ao longo de seis temporadas e dois filmes, um fenômeno de audiência.


Em Nova York, é possível visitar os locais emblemáticos da série, cujo figurino também alimentou a internet e revistas de moda.


"Eu penso sobre o que 'Sex and the City' trouxe para as mulheres (...) É realmente uma mensagem do feminismo que fala sobre a importância de ser independente, de ser financeiramente independente e de tentar ser o seu próprio 'Mr. Big' ao invés de procurar se casar com 'Mr. Big'", explicou à AFP a romancista e jornalista Candace Bushnell, cujas histórias no New York Observer, bem como seu livro de 1996, inspiraram a série.


Esta semana, a autora apresentou seu último espetáculo "Ainda há sexo na cidade?", em Nova York.


Nos dez novos episódios que a HBO Max transmite a partir de quinta-feira, restam apenas três amigas, Carrie (Sarah Jessica Parker), Charlotte York (Kristin Davis) e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon).


A personagem Samantha Jones (Kim Cattrall), conhecida por suas respostas incisivas sobre sexo e homens, deixou a série. Outro que permanece é Michael Patrick King, autor e diretor da última temporada.


Segundo a HBO Max, "suas vidas e amizade são ainda mais complicadas depois dos 50". "Não tentamos dizer: 'olha, ela estão mais maduras e inteligentes'", explicou Parker ao New York Times.


O trailer mostra Carrie, agora casada, apresentando podcasts sobre sexo, e novos personagens interpretados por atrizes negras ou latinas - Sarita Choudhury, Nicole Ari Parker, Karen Pittman e Sara Ramirez - aparecem na tela, em "uma cidade que se reinventa".


Celebrado por sua mensagem feminista, "Sex and the City" foi criticado por apresentar apenas protagonistas brancas.

1 visualização0 comentário