Criador do Ethereum faz doação para brasileiro em projeto de longevidade

SET 10, 2021

Gustavo Bertolucci - CNN Brasil Business. Confira matéria original aqui.


Cientistas querem fazer a vida durar mais tempo.


Idoso segurando Ethereum

Edmar Ferreira é um dos fundadores da Rock Content, uma empresa dedicada ao marketing de conteúdo no Brasil, ao lado de Diego Gomes e Vitor Peçanha. Mas o brasileiro acabou chamando atenção do Criador do Ethereum, Vitalik Buterin, que fez uma doação para que Edmar crie um projeto de longevidade.

Longevidade nada mais é que a duração da vida, que também pode ser definida como expectativa de vida, que acabou sendo afetada no último ano, principalmente devido à pandemia.

Edmar Ferreira, brasileiro conhecido na internet, anunciou que irá trabalhar para melhorar essa questão. Para isso, ele anunciou um projeto que vai financiar pesquisas inovadores que envolvem a Biologia do Envelhecimento e Longevidade.

Para concretizar seu sonho, Edmar afirmou que vai distribuir R$ 150 milhões em bolsas de até R$ 2,5 milhões cada. Um dos que ajudaram a doar para o projeto foi Vitalik Buterin, segundo informação do brasileiro que está a bordo da inovação.

“Até 2030 muitos países como os EUA terão mais velhos do que crianças. O mundo está envelhecendo e por isso estamos com uma bomba relógio demográfica nas mãos.”

Edmar Ferreira comentou sobre projeto de longevidade/LinkedIn

O que é o projeto de longevidade em que o brasileiro recebeu doação até do criador do Ethereum? O Impetus Grants é uma iniciativa que prevê o apoio a cientistas da longevidade sem burocracia. Para isso, os projetos poderão receber até US$ 500 mil em três semanas, após responder a uma simples pergunta: “qual é o potencial de impacto do negócio?”.

Os apoiadores das pesquisas não se preocupam se seus investimentos darão errados, apenas esperam resultados que impactem a vida das pessoas, podendo preservar a qualidade de vida de uma população por mais tempo.


“Nosso objetivo é ter um amplo impacto no campo, apoiando projetos que desafiem pressupostos, desenvolvam novas ferramentas e metodologias, descubram novas formas de reverter processos de envelhecimento e / ou sintetizar manifestações isoladas do envelhecimento em uma perspectiva sistêmica.”

As aplicações para o projeto começarão no próximo dia 13 de setembro e espera reunir cientistas da biologia interessados no tema.

Revisores científicos são anônimos

Além de Edmar Ferreira, fazem parte deste projeto Martin Borch Jensen, Lada Nuzhna, Kush Sharma. O primeiro doador do projeto foi Juan Benet, que trabalha também com o Protocol Labs, IPFS e Filecoin, mas outros doadores famosos serão listados em breve.

Chama atenção que os revisores científicos do projeto não são conhecidos publicamente, mas o Longevity Impetus Grants garante que eles são parte fundamental dessa ampla pesquisa.


“Nossos revisores científicos são anônimos, mas isso não teria sido possível sem eles.”

Vale lembrar que a comunidade de criptomoedas já é mostra interesse pela longevidade há alguns anos. A primeira pessoa a receber uma transação de Bitcoin, Hal Finney, foi um dos famosos adeptos da criogenia, um processo que congela o corpo por alguns anos com a esperança de que no futuro este seja reanimado.

7 visualizações0 comentário