Estudo analisa impactos do sedentarismo no sono dos idosos

ABR 011, 2022

Tarde Nacional Amazônia - EBC. Confira matéria original aqui.


Foram avaliados dados de mais de 43 mil idosos participantes da Pesquisa Nacional de Saúde no período pré-pandemia



O Tarde Nacional - Amazônia falou sobre os impactos do sedentarismo na qualidade do sono dos idosos. A entrevistada foi Núbia Carelli, coordenadora do Laboratório de Envelhecimento, Recursos e Reumatologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ela esteve à frente do estudo que avaliou dados de mais de 43 mil idosos participantes da Pesquisa Nacional de Saúde de 2019 (período pré-pandemia).


Segundo a pesquisa, os idosos que passam mais de 3h do dia em comportamento sedentário têm 13% mais chances de ter problemas no sono. Por isso, a especialista deu dicas de como os idosos podem mudar pequenos hábitos do dia a dia para quebrar o comportamento sedentário.


Ela explicou que é comum, em todo processo de envelhecimento, uma modificação no padrão do sono, o que não significa ser normal ter problemas de sono. Núbia Carelli alertou que a má qualidade do sono pode estar ligada a quadros de depressão, aumento de peso e outros problemas.


0 visualização0 comentário